México 2012

México 2012

.
Editei este post para concentrar todas as informações da viagem pelo México. A primeira parte tem o planejado, e a segunda parte tem o realizado!


PRIMEIRA PARTE – PLANEJADO

Após a virada do ano novo, eu e Lilian embarcaremos para o México para mais uma aventura. Compartilho abaixo algumas informações do planejamento e fico no aguardo de comentários de quem já rodou por lá ou conhece a região, cultura, detalhes, dicas e demais informações!

CLIQUE PARA VER O MAPA DO ROTEIRO PLANEJADO

Cronograma:
Dia 1 – Chegada e hotel

Dia 2 – Pegar a moto pela manhã e iniciar a aventura, indo até Puebla. Trecho de 150Km. Pernoite.

Dia 3 – Visitar Cholula, a terceira maior pirâmide do mundo! De tarde, pegar estrada para pernoite em Coazalcoalcos. Possível visita às ruínas de La Venta, que está entre as primeiras cidades da primeira civilização a aparecer nas Américas, em 1400AC, os Olmecas. Trecho de 500Km.

Dia 4 – 320Km de estrada até Palenque, visitar as famosas ruínas maias. Pernoite.

Dia 5 – 535Km de estrada até Mérida e pernoite. Possível visita às ruínas de Uxmal.

Dia 6 – Visita às ruínas de Chichen-Itzá. Pernoite em Cancún. Trecho de 330Km.

Dia 7 – Metade da viagem! Pegar uma praia talvez? Conhecer um pouco da região com calma. 😉

Dia 8 – Visita às ruínas de Tulum, e pernoite em Chetumal. Trecho de 500Km. Este trecho é conhecido como Riviera Maia, e no mar encontra-se a segunda maior barreira de corais do mundo!

Dia 9 – Trecho mais longo da viagem: Chetumal-Villahermosa-Tuxla Gutierrez. 850Km, com trecho da Sierra Madre entre Villahermosa e Tuxla, onde pernoitaremos. Tuxla é capital do estado de Chiapas, terra do Exército Zapatista.

Dia 9 – Trecho revisado depois das orientações enviadas pelos compadres mexicanos! Será apenas Chetumal-Villahermosa, com 580Km.

Dia 10 – Agora sim faremos a serra entre Villahermosa e Tuxla Gutierrez com calma e de dia! 260Km dentro da Sierra Madre, com muitas curvas e obstáculos.

Dia 11 – Tuxla-Juchitan-Oaxaca. 545Km pela Sierra Madre com uma visitinha ao Pacífico. Pernoite em Oaxaca, terra do Mescal! Possível visita ao Monte Albán

Dia 12 – 525Km de estrada pela Sierra Madre, passando por Cuernavaca, até retornar à Cidade do México e então finalmente passando vários dias conhecendo uma das maiores cidades do mundo, construída sobre a capital Asteca Tenochtitlan. Visitaremos logicamente as ruínas de Teotihuacan.

Totalizando 4250Km!

Caso tenha informações sobre o roteiro, por favor deixe seu comentário!


SEGUNDA PARTE – REALIZADO

Durante a viagem, enviei notícias rápidas, que transcrevo abaixo pra cá para “limpar” o site destas postagens.

01/01/12
Acabamos de chegar no hotel. Voo de 10h, de Sao Paulo até a capital mexicana. Oscar, que alugou a moto pra gente, estava nos esperando e deu uma carona até o hotel! Agora é descansar pra começar tudo de novo amanhã, de moto! Kkkk Aqui sao 4h de atraso, sao 18h agora, pra voces deve ser 22h.

Fotos dos preparativos (clique nas fotos para ampliar):

02/01/12
Hola! Seguimos o planejamento, Oscar trouxe a moto pela manhã e nos guiou pra sair da sielva de piedra! O transito da Cidade do México é igual ao nosso, então tá tudo ok. Chegamos em Puebla, 130km de distancia, pelas 12h, onde passamos a tarde. Agora já estamos em Cholula para o pernoite ao lado da maior piramide das américas! Amanha pela manhã visitaremos as ruínas e de tarde uma puxadinha de 500km até o litoral do Golfo do Mexico. Estou com um celular mexicano pre-pago cedido pelo Oscar (55-34037407 mas com dificuldades para entender como discar. 3G não estou usando pois é caríssimo. Restou o wi-fi nos hotéis (e neste de agora só pega do lado de fora do quarto!!!), por isso envio alguma mensagem só à noite. O clima é bom de dia (sol sem ser quente), e à noite é um frio lascado. A estrada e o visual são ooooootemos! O pedágio é bem caro, esses 120km foram 19reais! E o povo muito receptivo e hospitaleiro.

O início é sempre tenso… kkk

Depois, passando a tarde em Puebla!

03/01/12
Amigos, hoje foi fueda! Pela manhã, maravilha conhecer a pirâmide de Cholula! Depois, pegamos a estrada e atravessamos o pico de Orizaba…. uns 40km de serra travada com neblina e visibilidade de 5m à frente! Não via nem a cor do asfalto! PQP se arrependimento matasse (o outro trecho possível aumentava 200km a distância, mas era “mais fácil”). Não passava uma agulha e achei que meus dedos iam cair congelados! Depois da descida, uma chuva leve e rápida. Isso atrasou todo o roteiro… às 18h, estávamos a 300km do objetivo do dia. Tocamos adiante um pouco mais rápido (retaoummmm), anoiteceu, fui testar o farol alto e deu curto! Paramos no meio do nada, penamos com o celular novamente mas consegui avisar o Oscar, que providenciou o guincho da rodovia (1h de espera). Rebocados 80km até a cidade mais próxima (Cosamaloapan, 30mil hab, devemos ser os primeiros brasileiros a parar aqui, pois é fora da autoestrada) onde amanhã vamos pra oficina! Torcer para ser algo fácil de reparar! O planejamento já foi pro beleléu, mas ainda dá pra recuperar, a depender do reparo! Viajar com a vstrom não tem graça! Não dói nada, nem sinto as irregularidades da pista! Kkkkkk

Visitando Cholula…

E depois, passando trabalho na estrada…

04/01/12
De manhã Oscar chegou e trocamos a bateria. Testamos e parecia ok. Pegamos a estrada novamente bem cedo, com objetivo de chegar em Palenque (750km) e recuperar o cronograma. Mas a moto parou de novo 200km depois, descarregada. Desta vez de dia e perto da cidade de Coatzalcoalcos. Outro reboque, rodamos um pouco e encontramos uma oficina decente. Retificador e estator queimados foram trocados. Perdemos o dia nisso, a moto ficou pronta eram 21h! Elogios ao Oscar que esteve conosco e deu todo apoio necessário!
Estamos exatamente um dia atrasados! Conseguimos ligar e remanejar alguns hotéis. Amanhã disparamos para Palenque e suas ruínas formidáveis.

A segunda pane…

05/01/12
Partimos bem cedo de Coatzalcoalcos, para ganhar tempo, mas perdi essa vantagem me perdendo. Passei três vezes no mesmo pedágio! Ainda bem que era baratíssimo, menos que uma cerveja! Quando acertei o rumo, aceleramos bem para fazer os 500km do trecho antes do meio-dia! Pegamos um trecho curto detonado de buracos grandes, e outro trecho maior em obras de restauração. Tirando isso, retão e tapete bom. O acesso para Palenque é de boas curvas em asfalto pela floresta. Muito bonito! A surpresa é que há uma cidade bem movimentada ao lado das ruínas! Tudo gira ao redor do ecoturismo arqueológico. Achei estranho, idealizava uma coisa meio misteriosa… Que nada! Palenque foi absorvido pelo sistema! O rei Pakal (o astronauta) é pop! Mas as ruínas e a história do local são realmente formidáveis! No hotel chegou um grupo de motociclistas de Honduras, todos de custom. Batemos um papo e lhes dei o adesivo da viagem e do El Bando.

Em Palenque!

06/01/12
Hoje é aniversário da minha filha, liguei pra lhe dar os parabéns! Ela quis saber se a comida tinha mesmo muita pimenta! 🙂 Saímos tarde às 9:30h, depois de um bom papo com Alfonso motociclista hondurenho. Fizemos mais um trecho de 500km onde aproximadamente 499,5 estavam em obras de restauração ou duplicação!
Estamos em Mérida, amanhã visitaremos as ruínas de Chichen-Itzá e então vamos pra Cancún. Degustamos 6 tipos de cerveja e um saboroso prato maia, sob os olhos de “La Catrina”. Infelizmente não tivemos tempo para Uxmal ou a rota Puuc, o que já deixa motivo pra voltar em outro ano!

Indo para Mérida

07/01/12
Finalmente uma placa Km52 depois de 1800km rodados. Passamos por vários pontos 52 antes, e nenhum tinha a placa. Esta está na rodovia entre Mérida e Cancún. Passamos por Chichen-Itzá, maravilhosa! E finalmente chegamos em Cancún já noite, para o merecido descanso.

Chichén-Itzá finalmente!

Chegando em Cancún, uma relaxadinha né! Encontramos Paco, que nos auxiliou com o roteiro!

08/01/12
Hoje foi intervalo para descanso. Caminhamos 6km pela orla, estou mais cansado que antes! Huahauahauh Dia de sol bonito, final de tarde rodamos um pouco pela cidade. Já deixei a moto abastecida e lubrificada, amanhã estaremos de volta à estrada!

09/01/12
Foto de uma parte das ruínas de Tulum, 100km ao sul de Cancún! Estamos indo para Chetumal, capital do estado e fronteira com Belize. Devo ter sido o único animal a visitar Tulum, beira da praia sob um sol de rachar, vestindo calça de couro…

Tulum e Chetumal

10/01/12
Depois de conhecer Chetumal e a verdadeira comida mexicana, pegamos a estrada para Villahermosa. 600km de muita reta! Tempo ameno, bom para viajar. Em Vilahermosa vamos visitar o Museu La Venta, onde estão restos da mais antiga civilizacao das americas, os Olmecas.

Oficina em Villahermosa, encontramos uma M800!

11/01/12
Conhecemos o Parque/Museu La Venta, criado em 1951 para preservar os artefatos dos Olmecas que estavam no local original ameacados pela exploracao do petroleo na regiao. Foram encontradas três dessas cabeças colossais, de 10toneladas cada, esculpidas em rocha vulcanica. Detalhe que esse tipo de pedra só existe a mais de 100km da antiga cidade olmeca! O tipo físico dos rostos dessas esculturas também é misterioso, pois não é o rosto tipico asteca ou maia! Depois disso, estradão para Tuxtla Gutierrez, capital do estado de Chiapas. Alteramos o plano original que era ir pelo acesso de Vilahermosa, pois conforme Francisco Ruiz, de Cancun, este trecho está meio derrubado. Fomos pelo acesso de Cárdenas, pegando uma serra com estrada simples muito divertida! Chegamos em Tuxtla ao anoitecer, bem frio, e ainda conseguimos pegar um show de danças folclóricas. Lembrou até um fandango gaúcho!

Caminho pela serra

12/01/12
Hoje o dia começou na oficina, onde ajustamos e lubrificamos a corrente. Francisco me viu na porta do hotel inspecionando a corrente e indicou a oficina do motoclube dele. Calorão as 9h da manhã em Tuxtla! Fomos lá e conhecemos Dagoberto e a oficina/sede dos Ruteros de Chiapas! Nas paredes, muitas fotos de aventuras realizadas. Tudo ajustado, partimos para um trecho de 600km (Tuxtla-Juchitan-Oaxaca) que foi sempre dito “complicado”. Um local proximo de Juchitan, chamado “La Ventosa” é famoso pelos ventos fortíssimos que viram caminhoes. Nao é a toa que instalaram um parque eólico ali, num vale entre a Serra dos Chimalapas e a Serra de Juárez. Bom, era nosso dia de sorte, nao tinha vento e as turbinas estavam paradas! Depois disso entramos na Serra de Juarez, caminho para Oaxaca. Foram uns 280km de curvas fechadas sem trégua… E um visual de montanhas fabuloso! Põe Dragon’s Tail + Rastro da Serpente no bolso! Cansativo pacas! Vou sugerir aos amigos mexicanos que batizem esta rota com algum nome criativo tipo “jornada infinita de Quetzalcoatl”. É um dos deuses astecas, representado por uma serpente emplumada, que também seria uma serpente voadora, ou como chamamos hoje, um dragão. Interessante como essa figura aparece em outras culturas distantes sem contato, como a chinesa e a medieval européia! Chegamos em Oaxaca no inicio da noite, já conhecemos o centrão da cidade e agora o merecido descanso.

Oficina em Tuxtla e jantar apimentado em Oaxaca!

13/01/12
Sexta feira, Oaxaca! Pela manhã, visitamos as ruínas de Monte Albán e pegamos estrada. Modificamos novamente o planejamento, e pegamos um caminho “mais fácil” retornando a Puebla e então Cidade do México. 400 e poucos km de serra “leve” e finalizamos a parte motociclistica da viagem! Mais uma placa KM52 descoberta! Chegamos à capital no cair da tarde, escoltados pelo Oscar nos ultimos 30Km. Sinceramente, o trânsito no México é mais organizado e educado do que o do Brasil!

Monte Albán

14/01/12
Finalizada a parte motociclistica, o sábado todo foi dentro do Museu Nacional de Antropologia. Na foto, a Pedra do Sol, Asteca, que estava no topo da piramide do sol e foi derrubada de lá pelos conquistadores espanhóis.

Museu Nacional de Antropologia

15/01/12
No domingo, finalizando a aventura no Mexico, fomos conhecer a última ruína do planejamento, Teotihuacan. O passeio de van incluiu também visita a Tlateloco e ao Santuário da Virgem de Guadalupe. Segunda é dia de empacotar tudo e pegar o aviao de volta no fim de tarde.

Tlateloco, Santuário e Teotihuacan

16/01/2012
Acreditam que ainda aproveitamos a manhã de segunda pra conhecer o Zócalo? A praça central da capital mexicana é uma das maiores do mundo! Ali também visitamos as ruínas do Templo Mayor, que foram descobertas praticamente ao lado da catedral, em 1975. Lembrando que a Cidade do México foi construída SOBRE a capital asteca, que foi derrubada e as pedras reutilizadas.

Templo Mayor e Zócalo

Clique aqui para ver uma sequência de fotos mais completa. Vendo as fotos, clique em PREVIOUS para ver na ordem correta. E observe as legendas das fotos… 😉

.

Compartilhe!

18 Responses »

  1. Excelente ruta, sobre el día 5 de tu posible visita a Uxmal, si lo haces, te recomiendo recorrer la RUTA PUUC: http://especiales.yucatan.com.mx/especiales/rutapuuc/

    son aprox. 80km e incluye varias zonas arqueológicas, las mas importantes son Uxmal, Kabah, Labna…
    esa ruta puuc termina en las grutas de Lol-tun, son aprox. 2km de recorrido bajo la tierra en visita guiada que dura unos 40 minutos, la primera comienza 9am y son cada 2 horas.

    todas las zonas y las grutas cierran a las 5pm, si quieres recorrerlo todo en un día te recomiendo comenzar por las grutas temprano y terminar en Uxmal.

    aqui les hice un mapa de ese recorrido: http://g.co/maps/4txxd

    si estás en facebook agregame por favor a ver si podemos ponernos de acuerdo cuando pases: http://www.facebook.com/fruizv

    el 8-ene un grupo de motociclistas planeamos llevar juguetes de regalo a algunas comunidades de Yucatán, rumbo a Valladolid, a lo mejor coincide con tu paso por estas tierras.

    saludos y buen viaje!

    FRV

  2. Pedimos ao PAI CELESTIAL que mantenha suas Bençãos sobre vocês, de forma a poderem aproveitar ao maximo esta viagem retornando com as energias super concentradas para um novo ano de muitas Vitórias.
    DEUS os abençoe.

    • Uma ótima viagem. Que Nossa Senhora de Guadalupe acompanhe e proteja vocês. Curtam bastante. Estamos aqui torcendo por vocês. Abraço.

  3. Amigo, como sugestão coloco que faça o trecho Palenque-Tuxtla, visitando o Parque Natural Cascadas Água Azul que é na rodovia, vais subir até San Cristobol de Las Casas, cidade turistica com clima super agradavel está aproximadamente a 1200m de atitude e depois descer para Tuxtla, passando por Chiapas de Corzo, lugar bom para se comer um peixe frito. Em Tuxtla sugiro o Hotel Santa Efigênia, fica no centro da cidade, diga que é indicação de um brasileiro (Aurican) que morou no hotel por quatro meses pela Alston Power. Agora amigo, como informação : NÃO VIAGE NUNCA A NOITE, MESMO EM AUTO-ESTRADA PEDAGIADA, A POLICIA RODOVIÁRIA FEDERAL É TERRIVEL.

    Abraços e boa sorte

  4. sobre:
    Dia 8 – Trecho mais longo da viagem: Chetumal-Villahermosa-Tuxla Gutierrez. 850Km

    NO ES POSIBLE hacerlo en un día… porque el trecho Villahermosa – Tuxtla es un tramo corto, pero muy complicado, con mucha neblina, lluvia, baches, y trechos de terracería
    en muy mal estado, yo lo recorrí hace unos meses en VStrom y tardé mas de 6 horas.

    en vez de eso les recomiendo:
    Villahermosa – Cardenas – Tuxtla que es el trecho de cuota (autopista) y está en mejores condiciones.

    por allí si podrían hacerlo en un día siempre y cuando comiencen en Chetumal a las 5am (en cuanto aclara el día)

    saludos

    FRV

  5. Que se cierren las iglesias y se abran las puertas del carcer! Ahí se vá el loco Brasileño… Da-lhe Bressan! Boa sorte! Buen Viaje compadre…André e Patrícia…

  6. Bressa: Bienvenido a México. Que tengas un muy buen viaje!!! Y recuerda que tienes un hermano en Comalcalco. Cualquier cosa o ayuda que requieras. Mi correo: jorge_olive57@hotmail.com. Cel: 9331222175. En Comalcalco (a 78 Km de Villahermosa) también hay unas ruinas mayas del primer período maya y son las UNICAS ruinas mayas hechas de tabique de barro con inscripciones grabadas. Si gustas y tienes tiempo de desviarte y conocerlas, son muy bonitas……

  7. Bressan!! O André conseguiu acabar com o Frank (a tua planilha…). Tu vai ter que começar do zero quando voltar… kkkkk. brincadeira! Boa viagem pra vocês e que Deus acompanhe vocês em todos os caminhos. Um forte abraço!

    Cristiano Oliveira

  8. Finalmente notícias. Estamos acompanhndo ! Tirando os 2 reboques, deve estar muito interessante/legal. beijos mamy

  9. Bréssa e Lilian!
    Estamos por aqui na torcida para o sucesso de mais essa aventura, e babando para saber de tudo quando voltarem.
    Fiquem com Deus! Divirtam-se MUITO!

    Apache & Luci

  10. Traga a semente da pimenta mais “brava” que voçê encontrar ! Que Deus os acompanhe !

  11. Acredito que vocês devam começar screver as suas memórias de viagem. Fantástica a experiência. vocês são, sobretudo, corajosos. Bom regresso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *