Dicas para a BR-163 MT e PA

Dicas para a BR-163 MT e PA
Dicas para a BR-163 MT e PA

DICAS PARA A BR-163 no MT e PA

O trecho da BR-163 no MT e PA também é chamado de Rodovia Cuiabá-Santarém e tem a fama de ser a estrada mais perigosa do Brasil.

HISTÓRIA: https://pt.wikipedia.org/wiki/BR-163
VÍDEO: https://www.youtube.com/watch?v=2gD4_xkhMPU

Comprovamos o perigo da estrada passando por ela em setembro de 2016, de Santarém até Cuiabá, dentro da viagem Amazônia 2016. Mas já foi MUITO pior, quando era toda de terra. Nos últimos anos, a pressão para escoar a produção agrícola do MT e PA levou ao asfaltamento quase total da estrada. Quando passamos, faltavam apenas 130Km, divididos em pequenos trechos de 10 a 50Km.

ROTEIRO 1 – BR-163 PARÁ

KM 0 Santarém. Terceira maior cidade do Pará, “capital do Tapajós”. Fundada em época colonial, ponto estratégico na ocupação da região amazônica. Hoje é importante porto de escoamento da produção do MT para o Oceano Atlântico. Muita história e cultura do Brasil aqui. Base para conhecer ALTER DO CHÃO e BELTERRA. E a famosa foto na placa com as distâncias das cidades.
KM 220 Rurópolis. Entroncamento leste da BR-163 com a BR-230. Serão 50Km de terra, 30Km de asfalto e mais terra até Campo Verde (levantamento de setembro/2016 confirmado mesma situação em fevereiro/2018)
KM 332 Campo Verde. Entroncamento oeste da BR-163 com a BR-230. O asfalto recomeça aqui, rumo sul.
KM 382 Trairão. Pequena cidade com posto e lanchonetes. Ainda com asfalto.
KM 433 Bela Vista do Caracol. A estrada se torna de terra e passa por dentro do Parque Nacional do Jamanxim. É um dos trechos mais difíceis quando molhado.
KM 598 Morais Almeida. Após o PNJamanxin, o asfalto aparece, chega em Morais Almeida e continua por mais 7Km rumo sul. Depois novo trecho de terra longo, estreito e sinuoso. Tem um pequeno trecho de 10Km asfaltado no meio disso. A cidade é ponto de partida para a Trans-Garimpeira, que vai para o garimpo do Rio Crepuri.
KM 648 Inicio/Fim do Asfalto, 50Km ao norte de Novo Progresso.
KM 696 Novo Progresso. Cidade pólo da região, com ótima estrutura. Asfalto estava novo, em ótimo estado em setembro 2016.
KM 851 Castelo dos Sonhos. Cidade pequena, ainda um distrito de Altamira, com posto e lanchonetes, pousadas. Um ponto interessante próximo é a Cachoeira do Rio Curuá e a foto no marco de construção da rodovia.
KM 988 Base Aérea Serra do Cachimbo. O nome oficial é Campo de Provas Brigadeiro Veloso. Nos anos 70 aqui estava sendo construído o local de testes da bomba atômica brasileira, plano que o ex-presidente Collor desmontou em 1990. Vale a parada para uma foto na entrada.
KM 1004 Divisa PA/MT.

ROTEIRO 2 – BR-163 MATO GROSSO NORTE

.

KM 0 Divisa PA/MT
KM 56 Guarantã do Norte.
KM 82 Matupá.
KM 92 Peixoto de Azevedo. Cidade fundada devido ao garimpo no rio Peixoto.
KM 287 Sinop. A “capital do nortão”, cidade pólo regional
KM 370 Sorriso.
KM 434 Lucas do Rio Verde.
KM 526 Nova Mutum.
KM 643 Nobres. Porta de entrada para região de cachoeiras
KM 788 Cuiabá.

** Atualizando em julho de 2018, continua do mesmo jeito, nada de asfalto novo talvez devido aos escândalos de corrupção e paralisação das obras com aquelas construtoras envolvidas.

Continua perigosa? Sim! A pista é simples, o volume de caminhões é grande, o traçado é sinuoso em várias partes, montanhoso, na época da seca tem um poeirão danado nos trechos de terra, e quando chove vira um lamaçal escorregadio. Alguns trechos mais antigos de asfalto estão esburacados a 100Km de Santarém, e o “balé dos carros e caminhões” pode te atingir.

Ao longo do trecho, vários pontos interessantes para conhecer, bater uma foto, relaxar um pouco. Tem visuais incríveis como a Serra do Cachimbo, Cachoeira do Rio Curuá, e ao lado de Santarém fica a maravilha de Alter do Chão, uma praia de rio fantástica ao lado de uma vilazinha do Brasil Colonial. Tem também Belterra, uma cidade fundada por americanos para a exploração da borracha em seringais plantados para este fim.

Certamente vale a aventura passar pela Cuiabá-Santarém, mas sempre com cuidado.

DNIT – CONDIÇÕES DA RODOVIA:
No site do DNIT tem informações sobre a condição das rodovias, mas não é muito confiável. Escolha o estado e a rodovia e consulte: http://servicos.dnit.gov.br/condicoes/

ERROS DOS MAPAS:
Vários pontos citados no texto foram mapeados no Google Maps, OpenStreetMap e no site MOTOENCONTROS. Antes da viagem de 2015 muita coisa não estava nos mapas digitais, e mesmo os mapas em papel estão muito desatualizados. Uma curiosidade: ao norte do rio Amazonas, sempre aparece nos mapas a continuação da BR-163 até cruzar com a BR-210, ou mesmo chegando até a cidade de Tiriós na fronteira do Brasil com Suriname. Nada disso existe na realidade. Existe apenas uma estrada local de terra, interligando algumas cidades da margem norte do Rio Amazonas, que não se aprofunda muito selva adentro.

QUER COLABORAR?
– Ative as coordenadas geográficas na sua câmera, e inclua mais pontos interessantes da estrada no próprio Google Maps. Se o ponto não existir ainda use a função “informe lugar ausente”, e se o ponto já existir, inclua suas fotos nele. Fotos do local né, não selfies mostrando essa sua cara feia.

OUTRAS INFORMAÇÕES:
O dia-a-dia da viagem onde atravessamos a BR-163 está aqui mesmo neste site: http://www.elbando.com.br/especialamazonia2016/
Também está no facebook, pra quem gosta: http://www.fb.com/amazonia2016

É isso aí, quem tiver novas informações e dicas dos trechos, só comentar que vamos incluindo e atualizando.

Na nossa imagem abaixo, o detalhe da BR-163 no Pará com os trechos de terra. No MT está tudo asfaltado, com pedágios desde Sinop até a divisa com MS, por isso não mostramos o MT.

br-163-pa_20160921

Chegando em Alter do Chão
Chegando em Alter do Chao

Praia famosa de Alter do Chão
Praia de Alter do Chao

Placa das distâncias, ao sul de Santarém
Placa das distancias

Trecho de terra no meio do caminho para Rurópolis
Trecho de terra no caminho para Ruropolis

Marco de Rurópolis
Marco de Ruropolis

Ponte onde inicia o asfalto, 50Km ao norte de Novo Progresso
50Km ao norte de Novo Progresso, asfalto reaparece

Marco da construção da BR-163
Marco da construcao da BR-163

Placa do marco de construção
Placa do marco de construcao

Placa do marco de construção
Placa do marco de construcao

Entrada do Campo de Provas Brigadeiro Veloso
Entrada do CPBV

Compartilhe!

2 Responses »

  1. Boa tarde Galera, sou o Rogério Oliveira do CRAZY’S MC , moro em manaus e estou me mudando para Cascavel no Paraná e vou descer ate lá dia 04 de novembro e vou de moto na Minh Kansas 150. Por este trajeto, gostaria de poder contra com as dicas valiosas dos senhores…meu whatsapp 92 993343855. Muito grato pela força…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *