Amazônia 2017 – Quarto Dia

Amazônia 2017 – Quarto Dia

Dia 4 : Partimos de Nova Xavantina rumo norte pela BR-158. Após uns 330Km de asfalto, chegamos em Alô Brasil onde inicia o trecho de terra com 130Km. O piso estava bom, permitia até uma velocidade legal, mas a poeira alta levantada pelos caminhões tornava tudo mais perigoso. Passamos em Posto da Mata, uma antiga vila no cruzamento da BR-158 com a BR-242, que hoje está toda desmantelada após a demarcação da terra indígena da região. Mais pra frente, uma fila de caminhões e grande nuvem de poeira foi o momento mais tenso do dia, para ultrapassagem. Bressan passou um sustão com um caminhão em sentido contrário no meio da poeira. E quase no final do trecho de terra, com algumas obras de manutenção, veio mais um tombo, felizmente sem danos. Celso na XT e Durval na F800 também remaram na poeira e caminhões, e felizmente passaram sem problema. A XT só teve uma seta quebrada pela vibração. Levamos a tarde toda pra fazer essa terra, e chegamos no asfalto anoitecendo. Fomos pernoitar em Confresa/MT.

Compartilhe!

One Response »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *