Moto aventureira?

Moto aventureira?
Moto aventureira?

MOTO AVENTUREIRA?

Normalmente recomendamos sempre os textos do Roberto Agresti, um jornalista especializado em carros e motos com décadas de experiência. Foi uma surpresa o artigo sofrível que encontramos: Comprou uma moto aventureira? Saiba tudo que ela oferece

Você lê e termina com aquela impressão de “cadê o resto do texto?” Superficial, incompleto, parecendo propaganda escondida de uma marca/modelo de moto. Será que foi feito por um estagiário? Roberto, continuamos seus fãs, mas essa foi difícil!

APOIADOR

24h por dia de Rock e Blues – clique para ouvir enquanto lê o texto

Então pessoal, “moto aventureira” é só moto alta e de grande cilindrada? Não né!

QUALQUER MOTO é aventureira! ALGUNS PILOTOS já são aventureiros! E TODOS podem se tornar aventureiros! Quem quer aventurar de moto, vai com o que tem na garagem. A melhor moto pra viajar é a que você já tem. Aventura é conhecer um lugar novo pra você, percorrer uma estrada que você nunca passou antes. Não precisa ser longe, e nem precisa sair do asfalto pra se divertir e aventurar. Não se acanhe e pé na estrada!

Agora, se você quer dicas de como ousar mais em suas aventuras, incluindo terra e outros desafios, vamos lá:

1 – DISPOSIÇÃO! Sair da zona de conforto, rodar por locais e estradas desconhecidas, saber que há vários riscos (queda, quebra, falta de gasolina, etc)… não é todo mundo que está disposto a isso. Quer aventura, prepare sua cabeça, positivismo e disposição.

2 – PLANEJAMENTO! Há quem ache exagero, que não precisa planejar nada só ligar a moto e partir. Devem ser os que rodam até a cidade vizinha apenas. No mínimo é bom saber onde tem posto de gasolina e você precisa pesquisar. Independente do tamanho da viagem, dependendo de onde você quer ir, precisa saber se está chovendo pra saber se a estrada está transitável, ou enlameada, bloqueada, alagada. Se vai pra região de cachoeiras, quando chove fica perigoso. Se vai para as serras do sul do Brasil, na época errada não vai curtir nada, só neblina e chuva. Quem vai cruzar os Andes, precisa saber se está nevando ou não por lá pois as passagens montanhosas ficam bloqueadas. Se vai atravessar fronteiras internacionais precisa saber quais os documentos exigidos. Leia relatos de quem já foi, por exemplo, pra ter melhor referência do que vai encontrar.

3 – COMPANHIA! Antes só do que mal-acompanhado, com certeza. Mas numa viagem de aventura com vários riscos, considere ir em dupla ou trio. E de preferência não com desconhecidos que caçou pela internet ontem.

4 – MANUTENÇÃO! Parece ridículo falar isso, mas é obrigatório estar com a manutenção da moto em dia, sem gambiarras e traquitanas que vão causar problema no pior momento do trecho. E boa manutenção CUSTA, portanto seu projeto de aventura DEVE considerar esse custo e risco de não fazer. Leve o tempo que for necessário economizando dinheiro e arrumando a moto, mas saia com ela PERFEITA. Da mesma forma, aprenda a fazer o básico na sua moto, pratique e meta a mão na graxa, pois imprevistos ocorrem e um pouquinho de conhecimento e prática vai te ajudar sempre. Tirar as rodas, remendar ou trocar câmara de ar, trocar ou esticar corrente, lâmpadas, manete quebrada, por exemplo, é básico.

5 – SAÚDE! Com sua saúde não se brinca. Se tiver algo incomodando resolva antes de viajar. Não somos imortais nem feitos de aço. Já morreu gente por causa de uma inflamação no dente, então avalie sua condição para estar bem na partida. Uma viagem de aventura vai exigir muito do seu corpo e mente, então esteja bem preparado. Você consegue levantar sua moto sozinho se ela cair?

6 – TÉCNICAS DE PILOTAGEM! Você nunca fez uma viagem curta ou longa e já tá preocupado com técnicas de pilotagem, fazer N cursos preparatórios, etc? Claro que é bom aprender, mas antes, faça pequenos treinos dentro da sua região, ande com cuidado, sem pressa, observe o pavimento, de preferência com amigos que tem o mesmo interesse. Depois de 10 treinos, você vai ter uma base melhor das suas limitações e onde deve melhorar. Aí sim, se você entender que ainda precisa, faça algum dos tais cursos de pilotagem.

7 – APROVEITE SUA MOTO! Ela tem todas as modernidades técnicas e tecnológicas do momento? Então sim, leia o manual, debata com outros proprietários da mesma moto, aprenda a usar todo o potencial dela, DEPOIS que você dominar sua mente, sua saúde e a manutenção da moto. A melhor máquina não vai te ajudar se você não tem o preparo físico e mental para lidar com adversidades e imprevistos. A melhor máquina não vai sair do atoleiro sozinha, nem autoconsertar-se após uma grande queda. E não, o socorro premium não vai aparecer do nada no meio do mato só porque você pagou caro pela melhor máquina do planeta.

Resumão: prepare sua mente, seu corpo e sua moto, e vá se divertir dentro das suas possibilidades.
.
.
.
.

One Response »

  1. Perfeito, concordo plenamente. Sou fotógrafo e já tive o prazer de fazer Brasilia/Rio de Janeiro/Brasília em uma Honda Biz 100.
    Percebo que muitos deixam de viajar por achar que não possuem moto própria para isso.
    A vida aqui na terra é curta e não devemos nos limitar por questões bobas.
    Parabéns pelas suas Royal Enfield.
    Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *