Aventura do dia…

Aventura do dia…

… Peguei um moto-taxi pra ir do hotel até a rodoviaria de Goiania!

O transito de Goiania, uma cidade com 1400mil hab, mais 800mil hab no entorno, com 500mil motos em circulacao, é considerado um dos mais “loucos” do país. Um transito Mal-sinalizado, mal-fiscalizado e mal-educado. Como todas as demais capitais, talvez.

Parei a motoca na rua, combinamos o preço. 15 reais pela corrida, pois “é longe!”. Sob o capacete, um rosto já judiado pelo sol aparentando perto dos quarenta anos de idade. Olho pra moto, uma CG 125 com a pedaleira do garupa fixada na balança traseira, um pouco suja da poeira habitual da regiao.

– Como tá a motoca, freando bem?
– Tá perfeita, moço!

Recebo o capacete, um EBF ou FLY, casca de ovo desbotado. Ponho e lembro das havaianas: “nao solta as tiras e nao tem cheiro!”. Acertar a cinta jugular é muito dificil, pelo tipo de fivela travada encontrada neste modelo de capacete. Pra nao perdermos muito tempo sob o sol escaldante do meio-dia de Goiania, vai um pouco frouxo mesmo. A viseira vai levantada, a minha e a dele, pois se fechar, com a velocidade pequena o calor é grande, e a visibilidade é prejudicada pelos vários arranhões na dita cuja.

E prejudica a conversa, é claro! Nao vi nenhum adesivo de “nao fale com o motorista!”, ou piloto, neste caso.

Pedro tem seus 37 anos, já foi motoboy mas saiu da correria depois de algumas quedas. Ser mototaxista é mais tranquilo.

Já trabalhou em Brasilia, Anapolis e outras cidades. Foi pedreiro, camelô, e outra dúzia de atividades anteriormente. Está há uns cinco anos como piloto de aluguel. Ser mototaxista é mais rentável.

Me contou sobre o transito de Goiania, gesticulando em todo o trajeto, e as loucuras de motoristas, motoqueiros, motociclistas, pedestres, taxistas, ciclistas, caminhoneiros e ônibus. Ainda nao caiu, nem foi assaltado. Ser mototaxista é mais perigoso!

Gosta de motos, do vento na cara e da liberdade de ir e vir. Enquanto Deus permitir, nao pensa em fazer outra coisa. Ser mototaxista é mais divertido!

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *