Amazonia 2017 – Vigesimo Quarto Dia

Amazonia 2017 – Vigesimo Quarto Dia

Dia 24 – Boa Vista/RR a Manaus/AM
Dia tranquilo, percorrendo a BR-174 asfaltada até Manaus. Paramos no entroncamento oeste com a BR-210 para fotografar e filmar uma explicação sobre esta rodovia. Mais pra frente encontramos o marco da linha do equador. Retornamos ao hemisfério sul! Ao lado do marco tem um restaurante e conhecemos o motoviajante paulista Maurício que está rodando pela região. A rodovia tem postos de gasolina mas estão bem espaçados, é bom levar uma reserva. Na Vila Jundiá, última antes da Terra Indígena Waimiri-Atroari, não tinha energia elétrica e assim o posto não tinha como abastecer as motos. Transferimos 2,5 litros da Teneré250 para a XT660 do Celso, e entramos na famosa reserva com risco de pane seca. Cheio de alertas na beira da pista para não parar lá dentro, nem filmar, nem fotografar. Passados 10Km minha moto entra na reserva, mas normalmente roda até 140Km nessa condição então era só maneirar na velocidade. A estrada é pista simples, sem acostamento, o asfalto está bom em 99% do trecho, e o 1% vagabundo tem obras de restauração. Saímos da área indígena com a expectativa do posto ser logo próximo, mas demorou mais um pouco e as motos chegaram “no cheiro” da gasolina. Abastecemos, lanchamos e prosseguimos. A estrada continua boa, serrana, serpenteando pelas encostas. A região de Presidente Figueiredo é turística com várias cachoeiras e cavernas, um relevo “inesperado” para quem acha que a amazônia é plana. Encontramos os amigos Genghis e Sheriff no posto da PRF antes de Manaus, e eles nos guiaram até um hotel no centro. O mesmo do ano passado perto do famoso Teatro Municipal. Mais comemoração e causos de estrada!

Compartilhe!

3 Responses »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *