Transamazônica 2015 – Dia 4

Transamazônica 2015 – Dia 4
Transamazônica 2015 – Dia 4

Final
Após curtir o café da manhã com os outros estradeiros no acampamento da festa, desmontei o circo e fiquei até surpreso de conseguir colocar tudo de volta! Enquanto isso, tentava contato com o Douglas, mecânico indicado pela galera da cidade. Por volta das 12h conseguimos conversar, ele veio ver a moto e então o segui até sua oficina. Acompanhado pelo pessoal do Os Papas MC, que deram todo o apoio e levariam a moto para Belém caso fosse grave.

Confirmando as suspeitas, o problema era apenas a “escapada” do ferrolho interno do câmbio. Colocamos de volta no lugar, fechamos, testamos tudo ok. Aproveitamos para limpar e lubrificar a corrente, e fixar melhor a placa. Para evitar novas ocorrências em futuros tombos, o certo é instalar um mata-cachorro. Os indianos devem conhecer esse problema também, pois os mata-cachorros deles são envolventes, gigantes, e feios pacas.

Com a moto pronta por volta das 15h, fomos finalmente almoçar e resolvi pernoitar em Paragominas de novo. Amanhã toco bem cedo para Marabá e inicio a travessia da BR-230, a famosa Transamazônica. Há um longo trecho de terra entre Marabá e Novo Repartimento.

12027512_507064229453464_5520144380261994599_n (1) 12063383_507064296120124_2350932336255793749_n 12039555_507064269453460_7404802329152620021_n 11224570_507064256120128_6134429913710655565_n

Compartilhe!

One Response »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *