Transamazônica 2015 – Dia 4

Transamazônica 2015 – Dia 4
Transamazônica 2015 – Dia 4

Final
Após curtir o café da manhã com os outros estradeiros no acampamento da festa, desmontei o circo e fiquei até surpreso de conseguir colocar tudo de volta! Enquanto isso, tentava contato com o Douglas, mecânico indicado pela galera da cidade. Por volta das 12h conseguimos conversar, ele veio ver a moto e então o segui até sua oficina. Acompanhado pelo pessoal do Os Papas MC, que deram todo o apoio e levariam a moto para Belém caso fosse grave.

Confirmando as suspeitas, o problema era apenas a “escapada” do ferrolho interno do câmbio. Colocamos de volta no lugar, fechamos, testamos tudo ok. Aproveitamos para limpar e lubrificar a corrente, e fixar melhor a placa. Para evitar novas ocorrências em futuros tombos, o certo é instalar um mata-cachorro. Os indianos devem conhecer esse problema também, pois os mata-cachorros deles são envolventes, gigantes, e feios pacas.

Com a moto pronta por volta das 15h, fomos finalmente almoçar e resolvi pernoitar em Paragominas de novo. Amanhã toco bem cedo para Marabá e inicio a travessia da BR-230, a famosa Transamazônica. Há um longo trecho de terra entre Marabá e Novo Repartimento.

ROTA DO DIA: https://goo.gl/maps/CsbBV6K7BfC2

FOTOS DO DIA:
Meu cantinho. Barraca “pop-up” para uma pessoa. Ocupa 40cm de diâmetro, leve. Para aventuras sem chuva.
Barraca

Na sala de cirurgia!
Na Oficina

Mas antes uma lavadinha, porque tem que tirar a tampa lateral direita do motor.
Lavando a moto

Detalhe do seletor de marchas, que escapou do lugar devido ao impacto do tombo no pedal de câmbio.
Seletor de marchas

Furando a placa para mais um parafuso de fixação. Já estava rachando devido à trepidação.
Furando a placa

Amigos do OS PAPAS MC e o mecânico Cabelo. Motoca pronta pra prosseguir na aventura.
Motoca pronta

Após o conserto, aquele almoço cheio de causos de estrada!
Almoçando com os amigos

Compartilhe!

One Response »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *