3 Responses »

  1. Olá Flavio, li seu Artigo envolvendo 9.000 km com Royal Enfield, postado no site do amigo estradeiro Rômulo Provetti. Em 1951 tive uma Royal. Por não ter o carburador filtro de ar, nas estradas de terra colocava gaze, senão o pó aspirado ou respingos de lama prendia o caneco dosador de combustível.
    Aproveitando, você sabe como será possível fazer contato por e-mail com a fábrica da Royal Enfield na Índia? Grande abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *