Rota BioOceanica

Rota BioOceanica

Texto que escrevi para o Jornal Moto Informativo:

RILA – A NOVA RODOVIA DE INTEGRAÇÃO LATINO AMERICANA

Também chamada de Rota BioOceânica, a estrada vai ligar o Brasil com o litoral do Chile, atravessando o Paraguai e Argentina. Encurtará 8000Km do trajeto hoje feito com navios e vai facilitar o transporte de cargas entre os quatro países além de baratear o custo dos produtos. Espera-se também ajudar a desenvolver as cidades da região, especialmente no Paraguai.

A estrada já existe mas tem que melhorar muito para servir ao escoamento da produção. A ponte na fronteira Brasil – Paraguai precisa ser construída, outras terão que ser reconstruídas para aguentar o peso dos caminhões. E muita terra ainda deverá ser asfaltada.

TRECHO CHILE-ARGENTINA-PARAGUAI
ROTA: https://goo.gl/maps/bcgXtoY1geq

Após a travessia do Rio Paraguai em Porto Murtinho/MS, existem 680Km a asfaltar ainda, atravessando todo o Chaco Paraguaio. Poeira, lama, mata. O desafio é bom! Na Argentina o asfalto começa em Campo Durán e segue até a fronteira com o Chile, em Paso de Jama. A RN52 que passa por Jujuy e Susques é “velha conhecida” dos motoaventureiros que vão para o Atacama (Chile), Salar de Uyuni (Bolivia). Tudo asfalto também no Chile até Iquique. Na travessia dos Andes, a rota chega a atingir 4800m de altitude, e é comum ocorrer náuseas e tonturas devido ao ar rarefeito. A estrada serpenteia pelas montanhas e as curvas fechadas são uma boa diversão.

TRECHO BRASILEIRO
ROTA: https://goo.gl/maps/izTb3FfpvAy

Já está todo asfaltado. No caminho entre Campo Grande e Porto Murtinho encontra-se a região de Bonito e suas belezas naturais.

VÁ LOGO!
Para nós, motoaventureiros, é um prato cheio de aventura e diversão. Vá logo antes que asfaltem tudo! O Paraguai diz que termina em três anos a pavimentação. Mas como sempre as obras no lado brasileiro (ponte, alfândega, aduanas, etc) devem demorar bem mais que isso. Se for tomar o exemplo da ponte no Oiapoque, deve levar ainda uns oito anos usando balsas.

Nosso colaborador de Campo Grande, o grande Rodrigo Gargamel, já está aprontando os baús para fazer essa rota e nos contar como é todo o trecho! Boa viagem, parceirão!
Fonte: fb.com/jornalmotoinformativo

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *