Brasilia-Buenos Aires – 2007 – IV

Brasilia-Buenos Aires – 2007 – IV

Chegamos em Uruguaiana no fim da tarde, e rapidamente nos instalamos num hotel na praça central da cidade. A fome era grande! Nas estradas a gente só faz uns lanchinhos pra não dar sono! E de volta ao Brasil e sua maravilhosa comida, estavamos doidos por uma boa janta! O pessoal indicou um restaurante a duas quadras do hotel, onde sentimos orgulho da fartura típica dos restaurantes do interior: um prato apenas serviu para os dois mortos de fome! 😉

Durante a caminhada do jantar o tempo virou! Ventania fortíssima e temperatura abaixando bastante. Vinha tempestade, a primeira da viagem depois da saída de Brasilia. Choveu bem à noite, mas pela manhã estava melhor, só nublado. Saímos de Uruguaiana rumo a Alegrete, e lá tivemos que vestir o escafandro. Nosso rumo era Santa Maria, e como disseram que a BR até Rosário do Sul estava ruim, escolhemos ir pelo interior, por Manoel Viana e a “estrada dos três santos”. Fizemos este caminho com alguma chuva e desviando de uns poucos buracos. É uma rota muito tranquila, sem movimento. Depois ficamos sabendo que foi uma boa escolha, pois acabamos evitando a chuva principal que caiu sobre a BR.Em Santa Maria, 29/12, completaria 3000Km depois de Florianópolis, e eu teria que fazer a revisão dos 6000Km, conforme o manual da moto. Ocorreu então o primeiro imprevisto da viagem, causado por descuido no planejamento. Chegamos pelas 15h na cidade e não me liguei na data! Era um SABADO, o comércio já estava fechado ou fechando! Passamos por dezenas de oficinas fechadas, e ao entrar na avenida principal, a primeira oficina aberta que eu vi, parei e entrei! Depois de confirmar que eles faziam pelo menos a troca do óleo, relaxamos um pouco enquanto eles cuidavam da moto. Infelizmente eles não tinham o filtro de óleo compatível com a Suzuki (que usa uma rosca diferente) e o que estava na moto foi detonado por retirada sem a ferramenta adequada. A possibilidade de ter que esperar até segunda e passar a festa de ano novo na estrada não me animava muito, e menos ainda a Lilian.Começamos então a fazer uma série de contatos com o objetivo de achar alguém da concessionária Suzuki em Santa Maria ou arredores, que pudesse ter o filtro de óleo correto. Liguei para meu pai em Floripa, para ele consultar os amigos da Suzuki e saber se eles conheciam alguem na concessionária de Santa Maria. A oficina tinha internet então enviei mensagem para os Brazil Riders e para o El Bando Motogrupo explicando a situação. Consegui o telefone do master Brazil Riders de Santa Maria, e embora distante em Passo Fundo ia tentar localizar alguem. Enquanto isso o pessoal da loja também ia acionando os amigos locais. Os primeiros contatos informaram que os responsáveis pela concessionária já tinham viajado para as festividades. E o tempo passando, o relógio ia batendo 18h!Já que não dava pra fazer mais nada, só esperar, fomos tomar uma cerveja no posto do outro lado da avenida, e bater umas fotos da rua onde familiares da Lilian moraram. Encontramos um casal viajante de moto e batemos um bom papo. Meu velho me liga pra avisar que já se prepara para me trazer um filtro! Minto e falo que não precisa, que já está solucionado. Pô, não ia deixar ele viajar 500Km preocupado e com pressa! Filé me avisa que o Magú está em Santa Maria, visitando a namorada! Conversamos e ele combina de passar na oficina, insistindo que nos hospedássemos com eles.Retornando à oficina, preparados para o pior, enfim a boa notícia: conseguiram o filtro! Aguardamos completar a troca do óleo e a moto então finalmente ficou pronta. Revisão mesmo só a de 9000Km quando chegarmos em Brasília. A viagem continuaria sem grandes atrasos! Magú e a esposa chegaram, e os acompanhamos pela cidade. Naquela noite, só relax, uma enorme pizza e muitos causos de viagem! Nada como estar entre amigos!

PRÓXIMA PÁGINA
Clique nas fotos para ampliar

Brasil
Brasil logo à frente
Rio Paraná
Rio Paraná
Argentina
Não chores por mim Argentina!
Primeira visão
Primeira visão
Rua da familia
Rua da família
Posto próximo
Tudo pertinho da oficina!
Carro velho
Aqui também tem!
Oficina
Pessoal da oficina

“Não explico porque ando de moto! Para quem gosta, não é necessário,e para quem não gosta, nenhuma explicação é possível”

Autor desconhecido


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *