SEGUNDO ENCONTRO DE AVENTUREIROS DA BR-319/230

SEGUNDO ENCONTRO DE AVENTUREIROS DA BR-319/230
SEGUNDO ENCONTRO DE AVENTUREIROS DA BR-319/230

SEGUNDO ENCONTRO DE AVENTUREIROS DA BR-319/230

Em 2018 o local escolhido para o segundo encontro foi ALTER DO CHÃO, no Pará. Será realizado no final de semana de 3 a 4 de Agosto de 2018, aberto a todos que apreciam as boas aventuras pelas estradas amazônicas.

Localizada a 30Km de Santarém, Alter do Chão é uma vila pequena com uma belíssima paisagem à beira do Rio Tapajós. O cenário é tão fantástico que o jornal The Guardian a elegeu como “a mais bela praia de rio do mundo”. É comum também a chamarem de “caribe brasileiro”. Alter do Chão tem boa estrutura para receber os visitantes, com várias pousadas, hotéis, restaurantes, e claro bastante local pra acampar. O A internet pública na praça não é boa, mas o wi-fi nos hotéis funciona bem.

O camping do evento será na praia de Pindobal, nas margens do Rio Tapajós, acesso com 13Km de terra.

ACESSOS:

Barco de Manaus para Santarém. Opção para os amigos de Roraima e Amazonas. São aproximadamente três dias de barco. O custo varia, tem que negociar no porto com antecedência. Quando fui (Agosto 2016) paguei 150 pela moto e 150 na rede no barco Amazon Star (tipo catamarã, mais estável e rápido). Alguns barcos tem camarote com beliche, e banheiro dentro do quarto ou coletivo. Varia muito, pesquise bem antes.

Barco de Belém para Santarém. Opção para todos que querem rodar até Alter do Chão exclusivamente por asfalto. Como será subindo o Rio Amazonas contra a correnteza, leva mais tempo. Considere 5 dias.

Estrada por Humaitá/AM. É uma opção para quem vem do Acre e Rondônia para o evento e gosta de aventura pesada. De Porto Velho até Humaitá tem asfalto muito bom, depois entra na BR-230 Transamazônica até Itaituba, 1100Km de terra. Em seguida vem o trecho de Itaituba até Rurópolis, com 145Km que alterna terra e asfalto, e então Rurópolis até Alter do Chão com 250Km de asfalto. Roteiro: https://goo.gl/maps/V1Yy6DVyeC52

Estrada por Novo Progresso/PA. Opção para quem vem das outras regiões e gosta de uma pequena aventura. Vai até Cuiabá e segue rumo norte pela BR-163 por 1100Km até Novo Progresso. Tudo asfaltado, com pedágio entre Cuiabá e Sinop. A partir de Novo Progresso serão 470Km até Rurópolis, onde existem 120Km de terra divididos em vários pequenos trechos de 10 a 50Km. Se não chover, é fácil fácil. Se chover (raro em agosto), fica escorregadio, mas não tem atoleiros. E então Rurópolis a Alter do Chão com 250Km de asfalto. Roteiro: https://goo.gl/maps/2HcjQGa6a3A2

Estrada por Marabá/PA. Uma opção pra quem vem das outras regiões e gosta de uma boa aventura. Entra na BR-230 rumo oeste, 70Km de asfalto até a Vila Cajazeiras e então pega 110Km de terra até Novo Repartimento onde o asfalto reaparece. Serão 410Km de asfalto com possíveis buracos, passando por Pacajá, Anapú, Usina de Belo Monte, Altamira, Medicilândia e entra na terra de novo. Serão 250Km da maldita poaca, aquele talco fino que encobre valas e buracos, e te derruba fácil fácil. Chegando em Rurópolis, então serão aqueles 250Km de asfalto até Alter do Chão. Roteiro: https://goo.gl/maps/qaWSEPoqH562

MAS PRA QUEM É CORAJOSO MESMO:

Estrada de Humaitá até Manaus pela BR-319, e então barco para Santarém. Ok, a 319 está cada vez menos “fantasma”, tem mais trânsito, está melhor conservada, mas não a subestime! É uma estrada “mutante”, e imprevistos sempre acontecem.

Estrada de Uruará a Santarém pela rota dos madeireiros, a “Trans-Uruará”, estrada rústica de 200Km pelo meio da selva, sem qualquer apoio ou segurança. Roteiro: https://goo.gl/maps/15BNrZBQkq32

MAIS DETALHES SOBRE A BR-230 e BR-319:
https://www.elbando.com.br/2017/07/02/projeto-estradas-amazonicas/

Compartilhe!

One Response »

  1. Sensacional como sempre, prezado Bressan/El Bando. Vou fazer esforço pra ir. Vamos ver!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *