DICAS PARA RODAR NOS PAISES VIZINHOS

DICAS PARA RODAR NOS PAISES VIZINHOS
DICAS PARA RODAR NOS PAISES VIZINHOS

DICAS DE DOCUMENTAÇÃO

Muita gente “se perde” na burocracia e informações desencontradas quando quer viajar para fora do Brasil, ainda mais quando pergunta sobre a experiencia dos outros na internet. Um fala que levou uma fitinha do Nosso Senhor do Bonfim e deu tudo certo, o outro fala que levou toda a árvore genealógica da família e mandaram voltar da fronteira. O conceito mais importante que você tem que ter em mente é: CONTROLE DE FLUXO!

As fronteiras controlam o fluxo de pessoas e coisas (veículos, carga, etc), então para atravessar uma fronteira e entrar em outro país você precisa:
1 – provar que você é você mesmo e não um terrorista safado com identidade falsa;
2 – se as coisas são suas mesmo, não roubadas;
3 – se você está habilitado para conduzir aquele veículo;
4 – se você não é um risco à saúde pública do país visitado;
5 – quem vai pagar pelos eventuais estragos que você fizer em sua visita.

Entendendo isso, vais começar a entender as regras e exigências de documentos, e porque deves viajar com TODOS mesmo que “dezenas” de pessoas digam que viajaram e os guardas nunca pediram isso!

Para auxiliar o viajante que quer ir rodando aos países vizinhos do Brasil, segue uma tabela para consulta rápida e fácil. Após a tabela, alguns detalhamentos.

PAÍS ID PESSOAL DOC MOTO HABILITAÇÃO VACINA SEGUROS
Argentina RG + FRCF Em seu nome, ou ver detalhe CNH Não exige, ver detalhe Carta Verde e ver detalhe
Bolívia RG + FRCF ou Passaporte Em seu nome, ou ver detalhe CNH Febre Amarela, ver detalhe SOAT e ver detalhe
Chile RG + FRCF ou Passaporte Em seu nome, ou ver detalhe CNH Não exige, ver detalhe SOAPEX e ver detalhe
Colombia RG + FRCF ou Passaporte Em seu nome, ou ver detalhe CNH Febre Amarela, ver detalhe SOAT e ver detalhe
Equador RG + FRCF ou Passaporte Em seu nome, ou ver detalhe CNH Febre Amarela, ver detalhe SOAT e ver detalhe
Guiana Passaporte Em seu nome, ou ver detalhe PID Em dia, ver detalhe Assuria e ver detalhe
Guiana Francesa Passaporte + VISTO Em seu nome, ou ver detalhe PID Febre Amarela, ver detalhe Próprio + Schenzen
Paraguai RG + FRCF Em seu nome, ou ver detalhe CNH Não exige, ver detalhe Carta Verde e ver detalhe
Peru RG + FRCF ou Passaporte Em seu nome, ou ver detalhe CNH Não exige, ver detalhe SOAT e ver detalhe
Suriname Passaporte Em seu nome, ou ver detalhe PID Febre Amarela, ver detalhe Assuria e ver detalhe
Uruguai RG + FRCF Em seu nome, ou ver detalhe CNH Não exige, ver detalhe Carta Verde e ver detalhe
Venezuela RG + FRCF ou Passaporte Em seu nome, ou ver detalhe CNH Febre Amarela, ver detalhe SOAT e ver detalhe

DETALHES DA TABELA:

ID PESSOAL: FRCF significa “Foto Recente da sua Cara Feia”! Você quer viajar pra outro país com aquele seu RG da adolescência que nem você reconhece mais quem está na foto? Esquece, vão te mandar de volta na fronteira. RG e Passaporte sempre com foto RECENTE que possam te reconhecer. Inclusive procure viajar com a mesma cara que aparece na foto (sem barba por exemplo. com cabelo vai ser mais difícil, eu sei!). A Guiana Francesa é o único território por aqui que pede VISTO no passaporte para os brasileiros, e custa quase 300 reais fora o monte de documentos que tem que apresentar. Faça isso com pelo menos dois meses de antecedência! Se deixar pra fazer no Consulado em Macapá, só funciona terça, quarta e quinta, então planeje-se para não perder dias esperando abrir. A dica dos vários viajantes é que com o passaporte acaba sendo mais rápido todos os trâmites na aduana, e tem quem goste do carimbo pra colecionar também.

DOC MOTO: você quer entrar em outro país com um veículo que não está em seu nome? Como você quer que o guarda entenda isso? Só no papo? Tudo bem que se você fosse um ladrão de moto ou de carro não estaria entrando pela fronteira oficial, mas o controle existe. Vai que pega um ladrão meio bobo, amador? Você tem que apresentar a documentação e registrar a entrada do seu veículo no país. Esse registro (em papel) vai ser cobrado de você em vários pontos do país. E quando sair do país precisa também registrar a saída do veículo. Guarde essa papelada toda bem segura. Atenção a esses papéis de entrada, a falta deles pode levar a APREENSÃO do seu veículo e não tem recurso, perdeu e acabou a viagem. Então, vai cruzar a fronteira motorizado, o veículo precisa estar no seu nome. Se estiver em nome de outra pessoa (sua esposa, parente, cunhado, etc) ele deve estar junto (e com as identificações pessoais em dia também). Isso já resolve muita coisa. Agora se o dono não estiver junto, ou se o veículo estiver em nome de empresa, do banco, ou do antigo dono sabe-se lá por que, é bom providenciar uma autorização para você, tudo devidamente registrado em mil vias no cartório, autenticado carimbado rotulado caramelizado se quiser rodar. Não é fácil! E nem garantido que vá entrar no país, ou que lá dentro não vá ter incomodação. Como que um guarda do interiorzão vai saber se essa autorização é verdadeira ou não? Na dúvida, pau em você. Se o dono da moto no documento for falecido e a moto de inventário, pode esquecer de viajar com ela pra fora.

HABILITAÇÃO: CNH ou PID? Todos os países vizinhos de lingua espanhola aceitam nossa CNH sem problema, porque o idioma é parecido. Apenas as Três Guianas exigem a PID oficialmente, justamente devido à diferença de idioma. Para fazer a PID, você vai no Detran do seu estado, paga a taxa e solicita a emissão. Aqui no DF custou 250 reais (2017) e levou duas semanas pra ficar pronto. Simples, devagar e caro, como sempre.

SAÚDE: As exigências de saúde podem variar com o tempo, conforme a ocorrência de surtos de doenças contagiosas. Consulte SEMPRE o Portal Consular do Itamaraty antes de viajar. A Febre Amarela por exemplo, que estava restrita à região amazônica, novamente aparece em outros estados, e isso gera MEDO E CAOS no resto do mundo. A vacina deve ser feita bem antes da viagem, para fazer efeito. Melhor do que ficar pensando se pedem o documento ou não, é cuidar da sua própria saúde, estar com as vacinas todas em dia. Quando for viajar emita o certificado internacional de vacinação, que se não me engano só precisa de agendamento e é gratuito. Leve sempre, não interessa se pedem ou não lá onde você vai visitar. Na volta, cuide pra não trazer doenças pro Brasil também! É a sua saúde e de todos que o cercam!

SEGUROS: Basicamente são três seguros necessários:
1- o equivalente ao nosso DPVAT, que indeniza os nativos em caso de você se envolver em acidentes com eles. A CARTA VERDE (Argentina, Paraguai, Uruguai) você faz no Brasil antecipadamente, o SOAPEX (Chile) você faz pela HDI Seguros (ou veja se a sua seguradora já tem o adicional para o Chile). O SOAT (Bolívia, Peru, Colômbia, Equador) você faz na última cidade antes da fronteira. A Guiana Francesa tem o seguro próprio dela, onde você paga 170 EUROS na Aduana. A Guiana e Suriname tem o seguro Assuria, que é barato (na faixa de 50 reais para cada país) e você pode fazer quando chega na aduana. A moto fica na Aduana e você vai até o Banco GODO de táxi, resolve a fatura e retorna para a aduana com o papel do seguro feito.
2- O seguro da moto, que cobre o resgate da moto, reboque, talvez até roubo (difícil hein!). Consulte seu corretor ou seguradora ANTES de viajar, para saber quais coberturas você tem, e se tem como adicionar algo para sua necessidade. Quando viajei para as Guianas, por exemplo, soube que não teria cobertura da minha seguradora.
3- o seguro viagem, que cobre as despesas médicas, hospitalares, transporte do seu cadáver, essas coisas que ninguém quer saber e quando precisa não tem. Seguros são sempre enrolados, cheios de letrinhas miúdas, você acha que por ter pago 10 reais está plenamente coberto e vão te resgatar de helicóptero em 15 minutos com champanhe e enfermeiras suecas. Cai na real, amigo! Analise MUITO BEM todas as propostas e coberturas com seu corretor, para não se sentir enganado depois quando não funcionar. Nós brasileiros temos a mania de acreditar cegamente nas propostas e depois na hora da necessidade “este item não está coberto, senhor!”

FORNECEDORES: (indico porque USEI e sempre fui bem atendido):
– Seguro Carta Verde: Magna Seguros – Já usei quando fui pro Uruguai e Argentina.
– Seguro Viagem: MOTOTOUR AGÊNCIA – já usei em minhas viagens pelo Brasil, Chile e Guianas.

DICAS DE ATITUDE:
– Minha filosofia é viajar com toda a documentação oficial necessária. Não dou margem pra eventuais funcionários corruptos proporem “facilidades”.
– Você vai para outro país, conheça a cultura deles, as leis deles, e procure seguir. Na casa dos outros a regra é deles! Mantenha uma atitude amistosa e respeitosa sempre.
– Pesquise relatos de viagem, pergunte pros amigos que viajaram, pergunte nos fóruns e facegrupos, mas pesquise antes de perguntar também. Use o Google e pesquise pelo nome da cidade, ponto turístico ou da estrada que você quer passar. Certamente vais encontrar muitas informações e dicas já esclarecendo suas dúvidas iniciais.
– Pra saber a distância entre cidades e o caminho “melhor” use o Google Maps e a rota sugerida por eles. Aprenda a usar, vale muito a pena.
– Um ponto comum de relatos de viajantes brasileiros pelos países vizinhos é a multa por excesso de velocidade (ou outras infrações de trânsito). A gente não respeita nada aqui que tá cheio de radar, imagine lá fora onde radar é raro. A tentação de correr naquelas estradas perfeitas e lindas é grande. Mas lá fora a filosofia é outra, a autoridade policial MANDA e o bicho pega. Então pare de se gabar que sua motocona rodou na Ruta 14 a 220Km/h e respeite as regras. Ou assuma a lambança quando for pego, sem choro.

DICAS SOBRE DINHEIRO:
– Levar dinheiro ou levar cartões? Quanto de cada? Troco a moeda onde?
Bom, eu levo ambos (dinheiro local e cartões variados). Se a viagem envolve vários países, levo um pouco na moeda local do primeiro país após o Brasil, e vou trocando nas fronteiras. Separo em quantias pequenas, escondo em vários locais da moto e bagagens, e NUNCA mostro grandes somas em público. Você tem um planejamento de quanto espera gastar por dia não? Calcule os montinhos de dinheiro adequados ao seu planejamento. Cartões são práticos, mas uso praticamente nas capitais e grandes cidades. No interiorzão é dinheiro vivo e na moeda local.

DICAS SOBRE TELECOM:
Celular: bem recomendado o plano AMERICAS da Claro. Funciona em todo lugar exceto Guiana e Suriname.
WIFI: fácil de encontrar na rede de postos do Chile e Argentina.
GPS: Veja se seus mapas digitais estão atualizados. Os aparelhos GARMIM da série ZUMO são os ótimos pra motos (à prova d’agua, dá pra mexer com luva) mas são caros. Outras marcas (multilaser, etc) talvez não permita atualizar os mapas, ou são sensíveis demais pra uso em motos. Tem também a opção de usar um smartphone mais surrado e um suporte de guidão, instalando aplicativos de mapas offline como MAPS.ME ou outros. Vais precisar de uma boa tomada 12v à prova d’agua e um estojo/case impermeável pro celular também. Ou reaprender a pilotar sem GPS, observar as placas, ler mapas e memorizar os pontos importantes. É muito bom também.

MAIS INFORMAÇÕES:
– Informações oficiais: SITE DO ITAMARATY – pesquise as informações sobre o país que você vai visitar.
– SOAPEX: HDI Seguros – a seguradora master do SOAPEX do Chile
– Site www.ruta0.com – muito útil para rotas na Argentina e Chile
– App FRONTERAS ARGENTINAS – aplicativo OFICIAL com a situação de todas as passagens fronteiriças nos ANDES entre Argentina e Chile.
Site da YPF – Rede de postos da Argentina
Site da COPEC – Rede de postos do Chile
Site Touratech Mapas – loja online de mapas em papel para vários países
MotoEncontros – mapa com vários pontos de interesse já cadastrados por outros usuários
– Canal do RUBA – Vídeo sobre dicas para atravessar fronteiras – Conheça o canal, onde o Ruba explica vários aspectos do MotoTurismo, planejamento de viagens e várias dicas.
– Informações do Consulado Brasileiro na Bolívia. Veja como é complexo, mas não se assuste, faça a papelada corretamente.

As dicas nunca são definitivas, são apenas lembretes e referências. Cada viagem é única e a mesma estrada será diferente para cada um que passar. Caso queira compartilhar sua experiência, erros e aprendizados, só comentar, e/ou deixar o link do seu blog de viagem, canal youtube, etc, pra todos lerem também.

APOIADORES:
Radio 4 Tempos

Compartilhe!

20 Responses »

  1. Contornei a América do Sul com uma Bros 125 cc. Foram 30 dias pilotando 13 horas por dia. Pesquisei tudo e tirei minha habilitação internacional. Correu tudo bem. Depois, fiz os 4 extremos do Brasil com a mesma moto em 30 dias. Ainda fiz todo o litoral até o Lago Maracaibo na Venezuela. Total 51.000 km. Tudo descrito no meu Livro A América do Sul sobre duas rodas

  2. Parabéns Bressan, nossas experiências podem parecer poucas para nós, mas um porto seguro para muitos que ainda não viveram as mesmas aventuras que nós. No seu caso, generosidade e praticidade, sem ficar com embuste. Parabéns pela iniciativa. Muito útil.

  3. Parabéns pelas informações, Vão ajudar muito para o planejamento da nossa viagem pela América no próximo ano.
    PROJETO My Big Dream.

    • Um prazer ajudar em sua grandiosa viagem, Serafim! O que precisar de informações das rotas é só me avisar que corro atrás nas pesquisas!

  4. Maravilha!!!!!
    Em 2019 ou 20 estou querendo viajar pela América do Sul e este trabalho impecável me ajudará e muito. Parabéns pela i iciativa e pela qualidade do trabalho e aos colaboradores.

    • Valeu Beto! Precisando de apoio no planejamento da rota, só avisar. Já planejei minha ida mas está esperando o momento certo ainda.

  5. Karaleo!! Quase desisti da minha intenção de ir de moto pra fora do Brasil! Hehehe

  6. Está quase perfeito , na Bolívia , mesmo q o proprietário da moto esteja junto, mas a moto está sendo pilotada por outro , só entrará no país se for ao consulado boliviano e ter um documento assinado pelo cônsul , com fotos do proprietário e condutor . Basicamente é isso . A, ia me esquecendo , tem q ter muiiiiiita paciência para conseguir a atenção do cônsul , que não tem lá muito orário fixo d trabalho .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *