No início de 2015 Bressan foi convidado por alguns amigos a participar de uma viagem pela Região Norte, pra fazer a Transamazônica. Os detalhes estão no primeiro link da sequência logo abaixo. Pra resumir, depois de alguns meses de planejamento, treinos off-road com os amigos e preparação da moto, ele foi sozinho com uma moto “nada a ver com a missão” na opinião dos outros.

Partida
Partida de Brasília
BR-230 Rurópolis
BR-230 Rurópolis
BR-230 Area Indígena Tenharim
BR-230 Área Indígena Tenharim

Roteiro da Aventura

Planejado: Da idéia original de fazer apenas a Transamazônica toda, de Cabedelo/PB até Lábrea/AM, a coisa evoluiu para uma rota pela BR-010 até Paragominas/PA, participar do I Aniversário do Os Papas MC, e então percorrer a BR-230 a partir de Marabá para Lábrea, ir até Manaus pela BR-319 e retornar pela BR-163 (Santarém-Cuiabá), e BR-070 até Brasília.

Realizado: Ao chegar em Humaitá, já atrasado devido aos imprevistos normais da viagem, as chuvas sobre a BR-230 e BR-319 já haviam iniciado. O plano era ir até Lábrea, e depois Manaus, mas os trechos já estavam enlameados e com atoleiros. A BR-319 e o retorno pela BR-163 ficariam para uma outra tentativa posterior.

Fotos e relatos diários:

Estradas percorridas:

ESTRADA DICAS ROTA PREVISÃO
BR-010 LINK Brasilia, Palmas, Goiatins/TO a Paragominas/PA Set/15
BR-222 asfalto Paragominas a Marabá Set/15
BR-230 LINK Marabá/PA a Humaitá/AM Out/15
BR-319 asfalto Humaitá/AM a Porto Velho Out/15
BR-364 asfalto Porto Velho a Vilhena/RO Out/15
BR-174 asfalto Vilhena/RO a Cáceres/MT Out/15
BR-070 asf+ter Cáceres/MT a Brasília Out/15

Outras mídias:
– Vários pontos do trajeto foram mapeados e incluídos no site WWW.MOTOENCONTROS.COM, onde pode-se pegar as coordenadas e inserir no GPS.
– No Facebook, as fotos do planejamento e execução da viagem podem ser encontradas na página FB.COM/TRANSAMAZONICA2015
– No Instagram, ainda não tem fotos desta viagem, mas tem das viagens de 2017 e 2018 no endereço @ESTRADASAMAZONICAS
– No Youtube, ainda não tem nada sobre esta viagem.
– Aqui no site El Bando, a capa índice com as dicas das estradas percorridas, está neste link PROJETO ESTRADAS AMAZÔNICAS

Compartilhe!