Logotipo Amazonia 2017Em 2017 a idéia do Projeto Estradas Amazônicas foi fazer as estradas norte-sul que ainda estavam faltando. Basicamente subir a BR-158, contornar Carajás, visitar Serra Pelada, Oiapoque, cruzar as Guianas e voltar por Roraima pela BR-174. Devido ao clima das Guianas, com estação de chuva um pouco atrasada em relação à nossa, a viagem foi planejada para agosto, mas prevendo possibilidade de lama na região. Sérgio Nehring não pôde participar este ano devido aos compromissos familiares na mesma época. Novos parceiros se animaram para esta aventura: Celso do Carmo, de Vitória/ES com sua Yamaha XT660, e Durval Ribeiro, de São Paulo/SP, com sua BMW F800GS.


Linden, Guiana

Iwokrama, Guiana

Lethem, Guiana

Roteiro da aventura:

Planejado: Na ida, faremos a BR-251 (pendente de 2016) de Brasília até Nova Xavantina, para então subir a BR-158 no MT e PA, aproveitando para conhecer São Felix do Xingu, contornar Carajás pelas vilas e conhecer Serra Pelada. De Marabá para Belém iremos pela terra para Jacundá, Tucuruí e Cametá, pegando um barco em Limoeiro do Ajuru para a outra margem do Rio Tocantins e prosseguindo até Barcarena e então Belém. De Macapá como base, conheceremos Laranjal do Jari e a BR-156 toda até o Oiapoque. Passaremos também pelo trecho da BR-210. Atravessaremos as três Guianas, retornando por Roraima, onde conheceremos a região da Raposa Serra do Sol e cidades como Uiramutã e Pacaraíma.

O retorno será pela BR-174, asfaltada em Roraima e até Manaus, mas incompleta no sul do AM e em MT. Um trecho coincide com a BR-319, onde pretendemos ir até Manicoré, Novo Aripuanã, Apuí, fazer um trechinho da Transamazônica e entrar pela Estrada do Estanho até a Vila Guatá. Dali segue para Colniza e Juína. Em Juína, conforme o tempo disponível para a viagem, avaliaremos se vamos pela BR-242 (incompleta) para Goiás, ou se vamos pela BR-174 (terra) até Vilhena e BR-364 asfaltada para Cuiabá. São muitas incógnitas ainda para o traçado da volta, tudo depende dos possíveis atrasos nos trechos anteriores. Mas a idéia geral é essa. Evitar passar por onde já passamos antes, e conhecer novos trechos. Se fosse tudo bem definido e certo, não seria uma aventura!

Rota Planejada 2017

Realizado: Devido aos atrasos normais de aventurar por trechos desconhecidos, na ida acabamos cortando o trecho Tucuruí-Cametá-Belém, e na volta cortamos Uiramutã-Pacaraima e a idéia da BR-174 Manicoré-Estanho-Colniza-Juína-Vilhena. O risco de ultrapassar o limite dos 30 dias de férias estava alto, então voltamos pela “tranquilidade” da BR-319, BR-364 e BR-070. O bom é que sempre fica uma desculpa pra retornar ao Norte pra completar o que faltou.

Vídeos e relatos diários:

Estradas Percorridas:

ESTRADA DICAS ROTA PREVISÃO
BR-251 LINK Brasília a Nova Xavantina/MT Jul/17
BR-158 LINK Nova Xavantina/MT a Xinguara/PA Jul/17
PA-279 asfalto Xinguara/PA a São Felix do Xingu/PA Jul/17
Carajás terra São Felix do Xingu/PA e vilas contornando Carajás até Parauapebas/PA Jul/17
PA-275 asfalto Parauapebas/PA, Serra Pelada e Eldorado dos Carajás/PA Jul/17
BR-155 asfalto Eldorado dos Carajás/PA a Marabá/PA Jul/17
PA-150 asfalto Marabá/PA a Belém Jun/15
BR-156 LINK Laranjal do Jari/AP a Oiapoque/AP Ago/17
Guiana Francesa LINK Oiapoque – Kourou – Saint Laurent du Maroni Ago/17
Suriname LINK Albina – Paramaribo – Nieuw Nickerie Ago/17
Guiana LINK Corriverton – Georgetown – Linden – Lethem Ago/17
BR-401 asfalto Bonfim/RR a Boa Vista/RR Ago/17
BR-174 asfalto Boa Vista a Manaus Ago/17
BR-364 asfalto Comodoro/MT a Cuiabá Ago/17

Outras mídias:
– Vários pontos do trajeto foram mapeados e incluídos no site MOTOENCONTROS, onde pode-se pegar as coordenadas e inserir no GPS.
– No Facebook, as fotos do planejamento e execução da viagem podem ser encontradas na página FB.COM/AMAZONIA2017
– No Instagram, fotos desta e outras viagens estão no endereço @ESTRADASAMAZONICAS
– No Youtube, os vídeos diários estão no canal do Bressan aqui na PLAYLIST AMAZONIA 2017
– Aqui no site El Bando, a capa índice com as dicas das estradas percorridas, está neste link PROJETO ESTRADAS AMAZÔNICAS

Compartilhe!